Documento sem título
 
   
(11) 3326-6857
(11) 2849-1708
(11) 95321-0970
 
HOME
 
QUEM SOMOS
 
JURÍDICO
 
PARA ASSOCIADOS
 
SEDES
 
CONTATO
 
     
 
Documento sem título
 
ASSOCIADOS
Seja Associado
Benefícios
Parceiros
Contribuições
Convenções e Acordos
Em Ação (Galeria)
Notícias
Informativos
 
 
Notícia - Representante da OMS na Tailândia nega acusações de escravatura
Representante da OMS na Tailândia nega acusações de escravatura

O representante da Organização Mundial de Saúde (OMS) na Tailândia, Yonas Tegegn, negou hoje ter infligido maus-tratos à sua empregada doméstica ou trata-la como escrava, na sequência de uma queixa apresentada em março.
A empregada doméstica, uma etíope de 25 anos, apresentou queixa na polícia no mês passado, acusando Yonas Tegegn e a mulher de abusos físicos e de a forçarem a trabalhar sem remuneração durante quase dois anos.
A polícia informou na quarta-feira que iria investigar as alegações e questionar o casal, também ambos nacionais da Etiópia.
Tegegn negou as queixas, num comunicado divulgado hoje. «Estas acusações feitas contra mim e a minha família são infundadas. Negamos qualquer delito», afirmou em comunicado enviado por email à AFP.
Um responsável da OMS em Banguecoque disse que a organização estava «a par das alegações na imprensa sobre um assunto privado entre o Yonas Tegegn e a sua ex-funcionária». «A OMS está a considerar seriamente as alegações e está a revê-las de acordo com os procedimentos internos da OMS», disse o porta-voz.
A empregada doméstica trabalhou para Tegegn entre julho de 2013 e março de 2014, período durante o qual alega não ter recebido salário e dormir num quarto com o cão da família. A mulher diz ainda ter sido abusada fisicamente e alimentada apenas com arroz.
AFP

Fonte:http://www.tsf.pt/
 
     
Documento sem título
 
Sede Social - São Paulo:

Avenida Casper Libero, 383 - 13ª Andar - Sala 13C
Santa Efigênia - São Paulo/SP

Tel.: (11) 3326-6857 / 2849-1708

e-mail: diretoria@sindomestica.com.br
 
2014 Copyright © Todos os direitos reservados