Documento sem título
 
   
(11) 3326-6857
(11) 2849-1708
(11) 95321-0970
 
HOME
 
QUEM SOMOS
 
JURÍDICO
 
PARA ASSOCIADOS
 
SEDES
 
CONTATO
 
     
 
Documento sem título
 
ASSOCIADOS
Seja Associado
Benefícios
Parceiros
Contribuições
Convenções e Acordos
Em Ação (Galeria)
Notícias
Informativos
 
 
Notícia - Piso das domésticas da Grande SP é de R$ 810,00
Piso das domésticas da Grande SP é de R$ 810,00

Categoria mantém o piso estadual a que já tinha direito; Patrões e domésticas assinaram convenção.

Os sindicatos dos patrões e dos trabalhadores domésticos da Grande São Paulo estabeleceram em R$ 810,00 o Piso salarial para a categoria neste ano. O valor é o mesmo do piso salarial do estado, que vigora desde janeiro. O Sindoméstica (que representa os empregados) divulgo ontem uma versão comentada do acordo – com notas que explicam cada regra estabelecida.

Em breve, a convenção coletiva com os comentários deverá ser publicada no site do sindicato (www.sindomestica.com.br) Esse acordo vale para 26 cidades da Grande São Paulo - veja quais nos quadro ao lado. Ao todo, serão beneficiados 700 mil trabalhadores domésticos.

“Já que a regulamentação da lei das domésticas não sai, esse acordo coletivo serve para direcionar os empregadores e os empregados”, disse Eliana Gomes Menezes, diretora do Sindoméstica.

Além dos salários, o acordo também define as regras para o pagamento de horas extras, vale transporte e alimentação, entre outros benefícios para o trabalhador.

A convenção não envolve os trabalhadores d capital. A cidade conta com uma representação sindical própria, que ainda não fechou acordo com o Sedesp ( a entidade que representa os empregadores domésticos do Estado de São Paulo).

“Eles nunca nos procuraram para negociar”, afirma Margareth Galvão Carbinato, presidente da Sedesp.

A reportagem tentou falar com o sindicato da capital, mas ninguém atendeu aos telefonemas. (Thiago Santos)

Empregado que dorme no emprego ganha mais

O acordo estabelece um piso salarial maior para o doméstico que dorme no local de trabalho. A empregada doméstica nessas condições, por exemplo, deverá ganhar, no mínimo, R$ 1.200,00. Já um babá que cuide de uma criança deve ganhar, pelo menos, R$ 1.600,00.

Todos os pisos têm validade 1º de janeiro a 31 de dezembro deste ano. O patrão que, portanto, quitar a diferença de salários que já tinham sido pagos referentes ao período, mas com valor inferior ao novo piso. (TS)

 
     
Documento sem título
 
Sede Social - São Paulo:

Avenida Casper Libero, 383 - 13ª Andar - Sala 13C
Santa Efigênia - São Paulo/SP

Tel.: (11) 3326-6857 / 2849-1708

e-mail: diretoria@sindomestica.com.br
 
2014 Copyright © Todos os direitos reservados